Publicado 27 jun 2016 | POR Maico Jaru Online

Usina de asfalto inaugurada em Ji-Paraná custa mais de R$ 1,5 milhão

20160624_091830-400x300

Mais de R$ 1,5 milhão foram investidos para colocar em funcionamento uma usina asfalto no município de Ji-Paraná (RO), região central do estado. Inaugurada na última sexta-feira (24), a usina deve facilitar a execução de obras asfásticas na cidade, bem como reduzir custos, já que produzirá o próprio asfalto, segundo a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

O equipamento tem capacidade de produzir cerca de 400 toneladas de asfalto quente em 10 horas de trabalho e pode ser alimentado por energia produzida a gás ou óleo diesel. A usina foi instalada no distrito industrial de Ji-Paraná, no quilômetro sete, na saída para Ouro Preto do Oeste (RO).

Estrutura inclui rampas, balança, esparregedor rebocável, sede administrativa e almoxarifado (Foto: Pâmela Fernandes/G1)
Estrutura inclui rampas, balança, esparregedor
rebocável, sede administrativa e almoxarifado
(Foto: Pâmela Fernandes/G1)

A Semosp informou que os custos das obras de pavimentação devem diminuir, pois com a usina não será necessário fazer aquisições do produto pronto. Com a usina, será possível adquirir os insumos e produzir a massa asfáltica no município com recursos próprios.

Para a produção de asfalto na cidade, antes da instalação da usina, a prefeitura precisava da parceria com o Departamento de Estradas de Rodagens, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER). “Agora nós podemos nos programar, pois a usina nos atenderá com exclusividade. Mesmo que o DER tenha sempre nos atendido bem, o departamente tem a prioridades dele e, as vezes, nos atrasava”, explica Antônio Geraldo da Silva, diretor de obras da Semosp.

A usina de asfalto Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) foi adquirida com recursos próprios da prefeitura que se aproximaram dos R$ 800 mil. Mas, para colocar a máquina em funcionamento, os recursos ultrapassaram os R$ 1,5 milhão. Foram construídas rampas, balança, esparregedor rebocável, sede administrativa e almoxarifado. A prefeitura informou que se organizará para a compra dos materiais necessários para a produção de asfalto no muncípio.

Ultimas Notícias